Crítica: Desventuras em Série

series-unfortunate-events-poster-netflix-2017.jpg

Olá pessoal! Aqui é a Bella com mais um post especial para vocês. A Netflix acaba de lançar a série tão aguardada, Desventuras em Série e muitos hoje devem estar relaxados no sofá “maratonando” esse lançamento. Para quem não está familiarizado com esse título, Desventuras em Série é uma coleção de livros escritos por Lemony Snicket que contam a história de Violet, Klaus e Sunny Baudelaire que após um incêndio em sua casa, se tornam órfãos e são obrigados a morar com o Conde Olaf (um homem que só está interessado na herança das crianças). Depois disso, acontece uma série de desventuras na vida delas e mesmo na tentativa de fugirem do conde, ele sempre consegue encontrá-los novamente.

Como muitos, estava super empolgada com a estreia da série, já que li praticamente todos os livros dessa coleção quando criança. Até agora, o seriado não me decepcionou e estou me divertindo muito assistindo uma série inspirada nos livros que marcaram minha infância. Porém, vou logo avisá-los, essa não é uma história feliz e como Lemony Snicket, aconselho que não assistam se esperam acompanhar uma história com um “felizes para sempre”.

Primeiramente, achei uma ideia genial darem a essa coletânea, uma segunda chance, pois em 2004, a adaptação desses livros para o cinema não obteve sucesso e nem recebeu a quantia necessária para a produção de um segundo filme. Mesmo com Jim Carrey, Meryl Streep e outros atores amados por Hollywood em seu elenco, achei que a narrativa foi muito sobrecarregada já que foram ao todo 13 livros “espremidos” em um só filme. Porém, a narrativa é perfeita para um seriado em que os acontecimentos podem ser repartidos em episódios. A Netflix dividiu a narrativa da seguinte maneira, cada dois episódios equivalem a um dos 13 livros. Nessa primeira temporada, o público acompanhará a trajetória dos Baudelaire de 4 livros em 8 episódios. Isso foi um método funcional para que os acontecimentos possam fluir nessa adaptação diferentemente da anterior. Mas vamos a pessoa que realmente deu o que falar nessa adaptação.

maxresdefault.jpgQuem escolheu Neil Patrick Harris para dar vida a esse vilão literário acertou em cheio. Apesar do Jim Carrey não ter decepcionado em sua interpretação do Conde Olaf no filme, Neil Patrick dá “um ar fresco” ao seriado, já que atualmente ele é um dos atores de comédia mais queridos da tv graças ao seu papel cômico em How I Met Your Mother.

Outro detalhe que me contentou bastante sobre esse novo Original Netflix, foi a escolha dos criadores de trazer “o Lemony Snicket” para narrar algumas cenas como se realmente estivéssemos lendo o livro. Isso definitivamente colocou um sorriso no rosto dos fãs do autor e mais um acerto para o “time” Netflix.

Apesar do humor mórbido da série por conta dos acontecimentos trágicos na vida dos órfãos Baudelaire, as cores do figurino e fotografia são algumas vezes vibrantes e outras vezes similares ao visual do filme A Família Addams. O público pode ser facilmente enganado se disserem que foi dirigido por Tim Burton, porque a estética fantasiosa da série lembra muito as de seus filmes “Edward mãos de tesoura” e “Peixe grande e suas histórias”.

desventuras-em-serie-teaser.pngA escolha de elenco dos órfãos foi também mais um ponto positivo para a Netflix, pois as crianças são muito parecidas com as descritas no livro e extremamente parecidas com as do filme. Inclusive, achei impressionante a semelhança da Violet Baudelaire do filme de 2004 e a do seriado. Definitivamente não imaginaria as crianças de outra forma.

Os maquiadores também estão de parabéns pois fizeram o Neil Patrick Harris ficar irreconhecível tanto como o Conde Olaf quanto as pessoas que ele finge ser ao longo da história.

Mesmo sendo fiel aos livros, achei certo terem adicionado novos personagens e deixar os pais das crianças ainda vivos. Assim o seriado não vira um “copy and paste” dos livros e capta muito mais a atenção de quem já sabe o que acontece neles. Afinal o desconhecido dá um suspense necessário para quem está assistindo.

Ah, e para os fãs de How I Met Your Mother, podem aguardar uma surpresinha ao assistirem a série.

Ao todo, Desventuras em Série retratou verdadeiramente os livros e quem se decepcionou com o filme de Brad Siberling, pode enfim se reconciliar com a televisão nessa nova série.

Não se esqueça de comentar abaixo o que acharam da matéria ou da série e para saber tudo que tem de novo aqui no blog. É só curtir a página do Facebook, Blogueira Bella, ou registrar seu email na newsletter para receber notificações no seu email toda vez que postar alguma coisa nova.

Mil beijinhos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s